terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Anti natural

Alguém pode dizer que eu gosto de rir da miséria dos outros. Não é bem assim que as coisas são, mas chorar também não vou quando o assunto for o tal homem moderno e no que as discussões, essas chatas sobre consequências do "avanço" do homem (e da mulher -para não esquecer as cotas e nem os direitos iguais-), nos transformaram. ..Apesar de ser miséria minha também.
Eu... que sempre adorei o clima tropical da minha cidade, o calor do verão baiano e uma boa praia em Salvador, confesso que estou temendo uma provável digievolução para carvão!! Uma andada de 50 metros hoje, às 14:00hs e eu estava me sentindo assando, sem exagero! Essa loucura de clima sempre me leva a pensar nas consequências que Eu e Nós causamos sem dor e sem dó, mas acho que a culpa nem é tão minha assim, afinal de contas, eu sou fruto de uma geração consumista, capitalista até o talo, construtora de concreto, tecnologia e fumaça, em detrimento dos recursos naturais. Como retroceder agora? Como querer dizer que não vamos mais produzir nossos carros e nossas poeiras, em meio a única comunidade animal onde as fêmeas deixam de produzir filhos para produzirem trabalho? Ou deixam que seus filhos sejam educados pelo trabalho de outras que sequer possuem vínculo sanguíneo, sem a menor garantia de formação moral adequada, em sua ausência.
Sociedade anti-natureza e anti-natural!! Aos 50 trocam as esposas por alguém de 20! Tudo em nome da vaidade, tudo fora do lugar e as mulheres desesperadas por atenderem as dirtorções masculinas! Arranquem suas carnes de suas bundas e botem na cara! Suguem a barriga com um cano e depois aumentem seus peitos com litros de compostos neutros (silicone) e arrumem um de 20 também!
Então vejamos se estou errado ou certo. To morrendo assado porque os homens e as mulheres resolveram fazer de tudo o que é mais importante, menos, e de tudo que é natural, pouco caso. É incrível mesmo esse avanço e como foram dispostos anos de desenvolvimento intelectual para isso! Nem dá pra dizer que foi sem querer.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir